Encontre as tags que identificam a sua peça de moda responsável!

05/11/20|MODA
É fácil encontrar a sua peça Re – Moda Responsável em qualquer loja da Renner pelo Brasil: nossas roupas feitas com matérias-primas e processos menos impactantes são sempre identificadas com uma tag que traz informações úteis sobre a sua composição e seus diferenciais. Não importa se você é clássica, casual ou alternativa, todas as nossas marcas têm peças com atributos sustentáveis, o que inclui materiais biodegradáveis, regenerados ou reciclados. 
Nossa trajetória de moda responsável se fortalece a cada dia. A Renner assumiu um compromisso público de ter 80% de produtos feitos de forma menos impactante até 2021. Estamos caminhando em direção a isso e nossas etiquetas já trazem histórias sobre a origem dos materiais. Por isso, temos as tags lindonas que identificam nove tipos diferentes de fibras menos impactantes utilizadas pela Renner! 
Para você ter uma ideia, no ano passado mais de 12 milhões de peças foram produzidas para a Renner com o selo Re – Moda Responsável. Neste ano, serão ainda mais! Agora, vamos entender o que trazem as nossas tags de moda responsável.

// Algodão Responsável
Em 2018, foram 12 milhões de peças e 9,3 milhões com algodão certificado. Até 2021, nosso objetivo é que todo o algodão usado nas nossas roupas tenha certificações reconhecidas internacionalmente – seja a Better Cotton Initiative (BCI) ou outras, como Cotton Made in Africa, CottonConnect e Cotton Australia.
A Renner também abraça o selo de Algodão Brasileiro Responsável, da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa). Quando a Renner investe na certificação do algodão, está levando a você roupas que respeitam as leis ambientais, as questões trabalhistas e o uso controlado de agroquímicos.

// Fio Reciclado
Esta tag identifica produtos com um percentual de fio reciclado na composição, que podem ter como base algodão ou PET, por exemplo. São processos supertecnológicos que permitem fazer novas roupas originadas de sobras têxteis ou peças usadas! Traduzindo: tecidos já existentes são cortados, triturados e beneficiados, resultando em um novo fio e um novo tecido, certificado pelas organizações internacionais Recycled Claim Standard (RCS) e Global Recycled Standard (GRS). 
A propósito: você sabia que várias lojas da Renner têm pontos de coleta para roupas usadas? São os nossos coletores de EcoEstilo. Você pode deixar lá peças que não considera estarem em bom estado para doação, e nós providenciamos a destinação correta. O que pode ser desfibrado se transforma em outros tecidos, amarrando as pontas da moda circular. Os demais resíduos são corretamente destinados a aterros sanitários. 
 

// Liocel
É uma fibra renovável, versátil, durável e elástica – que vem da transformação da celulose (a mesma polpa que dá origem ao papel). Para fazer a celulose virar fibra, são usados processos energeticamente eficientes e que também reduzem muito o uso de químicos.
O liocel é um aliado da natureza por vários motivos. Primeiro, essa fibra apenas é produzida com árvores certificadas pelo selo FSC (Forest Stewardship Council), atestando que aquela madeira vem de um manejo ecologicamente adequado, socialmente justo e economicamente viável. Além disso, o tecido tem um toque macio que dispensa o uso de amaciante. Ou seja: ele demanda ciclos curtos de lavagem e poucos produtos para limpeza.

//Poliamida Biodegradável
A poliamida comum leva 50 anos para se decompor, mas a fibra Amni Soul Eco® entra em decomposição com três anos, quando descartada corretamente em aterros sanitários. Essa poliamida biodegradável é uma fibra que usamos principalmente em underwear, lingerie, roupas esportivas, moda praia, meias e acessórios.

// Modal
É outro tecido que se origina da celulose e tem características ótimas de respirabilidade e maciez. Tem sua fibra feita de forma sintética, mas com matéria-prima natural. Além dos benefícios ambientais, porque a produção do modal é bastante econômica e dispensa o uso de agroquímicos, é uma fibra que resiste bem à lavagem, o que mantém as cores e a integridade da peça. Aqui na Renner, usamos o modal principalmente em underwear, lingerie e moda praia.

// Re Jeans
São nossas peças produzidas dentro dos princípios da economia circular.  Em vez de descartadas, as sobras de tecido do processo de corte de novos jeans da Renner são reaproveitadas, desfibradas e transformadas novamente em fios e tecidos. Esse tecido, então, é utilizado na produção de peças incríveis, garantindo o fechamento de ciclo na moda circular!

// Re Malha
Aqui o processo é praticamente o mesmo. Este tecido é feito com base no reaproveitamento de resíduos gerados pela cadeia de fornecimento da Renner. O processo começa com a sobra, que é especialmente selecionada e processada para ser transformada novamente em fibra, gerando outro fio que se converte em tecido e, misturado ao algodão virgem, torna-se roupa novamente.

// Upcycling
Esta tag identifica os produtos feitos com aparas de tecido. Como isso funciona na prática? No lugar de desenvolvermos novas estampas e fibras do zero, usamos o excedente de tecidos já existentes para, junto com nossos fornecedores, criar produtos e dar novos usos a um material que não teria mais lugar no mercado. Isso é Upcycling!

//Viscose Certificada
Esse tecido é uma ótima alternativa ao algodão e pode ser encontrado em peças bem variadas, como malha canelada ou peças lisas e fluidas. Feita de fibras vegetais com manejo sustentável, a viscose certificada tem tecnologia de identificação – um sistema de rastreamento, desde a produção até o destino final. O processo produtivo dos fornecedores dessa fibra também prioriza a redução dos impactos ambientais em água e emissões.

CADASTRE-SE E RECEBA NOVIDADES EXCLUSIVAS POR E-MAIL