Novos compromissos e reconhecimentos socioambientais: motivos para comemorar um 2019 de avanços!

07/01/20|NO RADAR

Estamos continuamente analisando o impacto de nossos itens e criando soluções em parceria com os fornecedores para usarmos mais e mais matérias-primas responsáveis e fechar o ciclo de vida dos produtos Renner, promovendo a economia circular e o descarte adequado dos resíduos. No último semestre, assinamos diferentes compromissos socioambientais e recebemos algumas premiações que atestam nossa responsabilidade permanente de sustentabilidade.

Já mencionamos em vários posts por aqui, mas vale relembrar que a Renner assumiu um compromisso público para 2021 e estamos caminhando com sucesso em direção a ele. Dentro de dois anos, teremos 80% de produtos feitos com matérias-primas e processos menos impactantes; vamos suprir 75% do consumo corporativo de energia com fontes renováveis de baixa emissão; reduzir 20% nas emissões de CO2 em relação ao inventário de 2017.

Como vemos, ao longo do caminho a Renner vem assumindo outras metas complementares e importantes para chegar com sucesso à meta de 2021. Em junho deste ano, a Renner aderiu a uma carta do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), que defende a precificação de carbono no Brasil. Com isso, passamos a integrar um grupo de empresas conscientes do custo das emissões de gases do efeito estufa e interessadas em fomentar uma economia de baixo carbono. Além da Renner, o programa reúne marcas como B3, Itaú e Natura.

Ainda em 2019, passamos a ser signatários da campanha global de Compromisso com o Clima da ONU, que busca frear o aumento da temperatura média mundial em 1,5 °C acima dos níveis pré-industriais. Agora em dezembro, também confirmamos nossa adesão ao Estatuto da Indústria da Moda da ONU, que traz premissas para se obterem emissões líquidas zero de carbono até 2050. A partir dessa assinatura, estamos oficialmente comprometidos a lutar contra o aquecimento global em toda a cadeia de produção da moda, seguindo 16 objetivos validados pela WWF.

Vamos começar 2020 com diversas ações em direção a uma moda cada vez mais responsável, mas, além dos novos compromissos, obtivemos o reconhecimento por ações já desenvolvidas e em andamento – o que impulsiona a Renner ainda mais nesse propósito. Um desses reconhecimentos foi o Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3 (ISE B3), uma ferramenta para análise das empresas relacionadas na Bolsa de Valores com as melhores práticas em sustentabilidade. Estamos no índice desde 2015 e somos a única varejista de moda a aparecer no documento mais recente, que vai valer de janeiro de 2020 a janeiro de 2021.

E para fechar o ano orgulhosamente, a Renner subiu de posições no Índice Transparência da Moda – Fashion Revolution, passando a figurar entre as 20 melhores notas do mundo e como a 3ª empresa mais transparente do Brasil. Esse indicador traz as informações públicas de grandes marcas da indústria da moda, ampliando o debate sobre transparência na cadeia e estimulando a cultura de prestação de contas. Do ano passado pra cá, dobramos a nossa nota.

Que tal, hein? Podemos dizer que 2019 foi um ano de grandes conquistas para a Renner em todos os projetos voltados a transparência e moda responsável. Que 2020 seja ainda mais inspirador para nós e para vocês!

CADASTRE-SE E RECEBA NOVIDADES EXCLUSIVAS