Pedalar: uma atitude ambiental e de prevenção!

03/06/20|BEM-ESTAR

Na Semana do Meio Ambiente, também é comemorado o Dia da Bicicleta – que, a propósito, é hoje mesmo, dia 3 de junho. É uma boa oportunidade para refletirmos um pouco mais sobre a emissão de gases do efeito estufa, a grande causa das mudanças climáticas que colocaram as nações em alerta, por conta do aumento da temperatura média do planeta. Bicicleta é um meio de mobilidade mais sustentável e de custo baixo, que foi a saída de muita gente nestes tempos de pandemia, com o transporte público restrito – ou mesmo suspenso – em alguns lugares do Brasil.

O Dia da Bicicleta foi implementado pela ONU em 2018 pela proximidade com o Dia do Meio Ambiente, também comemorado nesta semana. Para as Nações Unidas, “a sinergia entre a bicicleta e o usuário cria uma conscientização imediata sobre o meio ambiente”. Com a pandemia, a bicicleta ganha ainda mais importância para o mundo. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que a população priorize esse meio de deslocamento porque ele "permite distanciamento social, enquanto proporciona o mínimo de atividade física necessária por dia".

O uso de bicicletas é uma alternativa menos impactante ao meio ambiente. Embora seja verdade que o tráfego automotor e aéreo, bem como a atividade industrial, tenham sido drasticamente reduzidos na maior parte do mundo desde janeiro de 2020, dados mais recentes mostram que os níveis globais de dióxido de carbono (CO2) ainda estão aumentando de modo acentuado.

É por isso que as grandes empresas e as nações também precisam se comprometer. No ano passado, a Renner passou a ser signatária da campanha global de Compromisso com o Clima da ONU, que busca frear o aumento da temperatura média mundial em 1,5 °C acima dos níveis pré-industriais. Em dezembro, também confirmamos nossa adesão ao Estatuto da Indústria da Moda da ONU, que traz premissas para se obter emissão líquida zero de carbono até 2050. A partir dessa assinatura, estamos oficialmente comprometidos a lutar contra o aquecimento global em toda a cadeia de produção da moda, seguindo 16 objetivos validados pela WWF.

Nos dois últimos anos, neutralizamos 100% da nossa emissão de gás carbônico (CO2) no meio ambiente. Como? Contribuindo com a conservação de mais de 73 mil hectares de floresta amazônica nativa, somente em 2018: o equivalente a mais de 100 mil campos de futebol! Já mencionamos em vários posts por aqui, mas vale relembrar que a Renner assumiu um compromisso público para 2021 e estamos caminhando com sucesso em direção a ele. Dentro de dois anos, teremos 80% de produtos feitos com matérias-primas e processos menos impactantes, vamos suprir 75% do consumo corporativo de energia com fontes renováveis de baixa emissão e reduzir 20% as emissões de CO2 em relação ao inventário de 2017.

Neste link (clique aqui), você pode conferir os vários compromissos ambientais que a Renner assumiu somente em 2019 e também algumas premiações e reconhecimentos que recebemos nessa área.

// Quando for pedalar, não se esqueça de usar máscara, capacete e seguir as orientações de trânsito – como usar ciclofaixas, quando houver.

CADASTRE-SE E RECEBA NOVIDADES EXCLUSIVAS POR E-MAIL