Os 13 anos do Instituto Lojas Renner

09/06/21|MODA

O empreendedorismo é uma importante ferramenta de transformação na vida das mulheres, mudando realidades e as posicionando como verdadeiras protagonistas de suas histórias. A Renner promove e apoia projetos para o desenvolvimento feminino por meio do Instituto Lojas Renner (ILR), que hoje está completando 13 anos de fundação. O propósito do ILR é transformar vidas. A partir das iniciativas apoiadas, a Renner atua gerando renda dentro da cadeia da moda e proporcionando condições para que mulheres se desenvolvam e realizem todo o seu potencial na sociedade. Em especial, nesse último ano, o ILR direcionou muitos recursos em prol de reduzir os impactos econômicos e sociais da pandemia apoiando a geração de renda e o empreendedorismo na cadeia da moda.

Os projetos do ILR são custeados com recursos próprios da companhia e também por meio de campanhas de arrecadação, como o movimento Todas Avançam Juntas – um período especial de compras com percentual destinado ao instituto. O movimento arrecadou R$ 4,6 milhões na última campanha, em abril deste ano, quando a Renner destinou 5% do lucro das vendas on-line ao ILR.

Desde 2008, o valor arrecadado ultrapassa os R$ 27 milhões, que resultaram em oportunidades de qualificação para o mercado de trabalho e empreendedorismo para 22 mil mulheres. Pequenos negócios de norte a sul do país contam com o aporte de recursos do ILR para seu desenvolvimento e resultam em produtos de moda e acessórios dentro do conceito de economia circular. Um desses programas é o Empreendedoras da Moda, que promove a formação técnica de mulheres em algum dos elos da cadeia de valor da moda e as capacita na gestão de suas empresas.

Esse projeto apoia a criação, ampliação ou profissionalização de pequenos negócios sociais geridos por mulheres. Um exemplo são grupos produtivos de Porto Alegre e Florianópolis, que participaram do programa e desenvolveram uma coleção de sacolas a partir de jeans de reúso, por meio do upcycling. As peças foram compradas pela própria Renner e distribuídas como brindes aos clientes.

Outra iniciativa muito importante é o projeto Empoderando Refugiadas, que capacita mulheres para recomeçarem a vida no Brasil, em parceria com as agências das Organizações das Nações Unidas. Nos últimos cinco anos, foram mais de 300 participantes, das quais cerca de 90 foram contratadas para atuar na própria Renner em diferentes cidades do Brasil. Mas não se trata apenas de qualificação profissional. Os projetos também abordam habilidades, como autoconfiança, trabalho em equipe, e questões relacionadas à cultura brasileira, à saúde e à segurança no trabalho. Desde o começo do projeto, já tivemos turmas em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador e, a mais recente, em Boa Vista.

A ideia de circularidade na moda também está presente nos projetos que recebem recursos do ILR. Um dos pilares apoiados está diretamente associado à etapa da matéria-prima, que também impacta, posteriormente, a produção e o varejo na cadeia têxtil. O projeto Tecendo Autonomia está relacionado à produção de algodão orgânico. Mais de 81 comunidades em 17 municípios do norte de Minas Gerais são impactadas com qualificação profissional e melhoria nos processos produtivos no cultivo do algodão.

Os projetos do Instituto Lojas Renner respondem ao nosso compromisso como signatários dos Princípios de Empoderamento das Mulheres da ONU. Clicando aqui, você pode conhecer um pouco mais todas essas ações. Nos próximos meses, vamos ter novos projetos e conquistas do ILR para dividir.

CADASTRE-SE E RECEBA NOVIDADES EXCLUSIVAS POR E-MAIL